Lumni: o novo restaurante de Miguel Castro e Silva em Lisboa

Um dos chefs mais conhecidos da primeira geração do fine dinning português, Miguel Castro e Silva, 53, acaba de inaugurar um novo restaurante no coração de Lisboa: o Lumni, onde faz uma versão sofisticada de clássicos e sabores locais.

Decoração antenada e aconchegante | Foto: Giuliana Miranda
Decoração antenada e aconchegante | Foto: Giuliana Miranda

Instalado no terraço do igualmente novo The Lumiares, no Bairro Alto —o ponto mais fervido da capital portuguesa—, o restaurante já conquista pelos olhos: decoração caprichada, cozinha open space e um terraço espetacular.

A cozinha aberta do Lumni | Foto: Giuliana Miranda
A cozinha aberta do Lumni | Foto: Giuliana Miranda

Prevejo que, daqui a pouco tempo, o lugar vá se tornar um dos queridinhos das happy hours lisboetas. O chef já percebeu o espírito e decidiu criar, pela primeira vez, um drink com a sua assinatura: um porto sour, versão com vinho do porto do pisco sour.

Vista para os famosos telhados lisboetas | Foto: Giuliana Miranda
Vista para os famosos telhados lisboetas | Foto: Giuliana Miranda

Mas vamos ao que interessa: a comida.

Há opções à la carte, o menu degustação (55€ no jantar) e ainda vários petiscos. Eu optei por escolher alguns pratos da carta.

A experiência começa com um cestinho com quatro opções de pão, que acompanham um trio de manteigas temperadas —tomate seco, algas e azeitona.

O trio de manteigas temperadas | Foto: Giuliana Miranda
O trio de manteigas temperadas | Foto: Giuliana Miranda

Aceitei a sugestão do chef e comecei pelo trio de peixes: um prato com um tártaro de carapau (um peixe muito popular em Portugal), sardinha marinada e pedaços de atum, acompanhado de saladinha.

Peixes frescos para todos os gostos | Foto: Giuliana Miranda
Peixes frescos para todos os gostos | Foto: Giuliana Miranda

Uma delícia refrescante.

O prato mais ousado da refeição foi certamente o tártaro de coração de boi.

Confesso que estava com um pouco de medo, principalmente em relação à textura, uma vez que não é o tipo de prato que eu costumo pedir. Felizmente, venci a barreira psicológica e tive uma grata supresa.

Tártaro de coração de boi: me conquistou | Foto: Giuliana Miranda
Tártaro de coração de boi: me conquistou | Foto: Giuliana Miranda

Bem temperado e cortadinha com esmero, a iguaria estava saborosa e digna do lugar onde foi servida.

O prato principal, um pedaço de pescada, é um dos xodós do chef.

“Quero fazer o lisboeta comer pescada. É um peixe fantástico, mas as pessoas aqui ainda têm preconceito”, conta.

Pescada é o xodó do chefe | Foto: Giuliana Miranda
Pescada é o xodó do chefe | Foto: Giuliana Miranda

Para acompanhar, grelos (o jeito português de se referir às folhas do nabo) em duas texturas: um purê e um suflê.

Aproveitando o calor do verão português, acompanhei a refeição com duas taças do vinho assinado pelo chef e disponível na casa.

A sobremesa trouxe um sucesso de outros restaurantes de Miguel Castro e Silva: o pão de ló. Dessa vez, incrementado com raspas de framboesa e um sorbet de limão.

Pão de ló é um sucesso antigo do chef Miguel Castro e Silva | Foto: Giuliana Miranda
Pão de ló é um sucesso antigo do chef Miguel Castro e Silva | Foto: Giuliana Miranda

Voltarei.

Serviço

Lumni
The Lumiares
Rua Diário de Notícias, 142 (Bairro Alto), Lisboa
+351 21 116 0210

Mais informações para a sua viagem

Deixe uma resposta