Bacalhau na telha | Foto: Giuliana Miranda
Bacalhau na telha | Foto: Giuliana Miranda

Famosa por seu castelo, a vila de Penela, no distrito de Coimbra (Centro de Portugal), também merece uma visita por conta de seus predicados gastronômicos.

O restaurante Dom Sesnando é uma opção para quem quer provar a tradicional cozinha portuguesa, mas com um forte toque regional.

O couvert, com pães e broa (€1,5), azeitonas (€1,5) temperadas, já anuncia o que está por vir.

Couver do D. Sesnando | Foto: Giuliana Miranda
Couver do D. Sesnando | Foto: Giuliana Miranda

Aviso: as porções (ou doses, como se diz em Portugal) são  generosas. Então, é bom ter alguma moderação na hora de fazer o pedido.

Como entrada, aposte no clássico queijo gratinado com mel (€5). O queijo usado é o rabascal, típico da região, e que tem um sabor bem característico.

Doce do mel equilibra o sabor forte do queijo rabacal | Foto: Giuliana Miranda
Doce do mel equilibra o sabor forte do queijo rabacal | Foto: Giuliana Miranda

Como prato principal, o bacalhau na telha (€14) não decepciona.

Servido, como o próprio nome já anuncia, numa telha, o prato vem com bacalhau desfiado, batata e verduras, o prato é o hit do restaurante.

Bacalhau assado com batatas e verduras é servido na telha | Foto: Giuliana Miranda
Bacalhau assado com batatas e verduras é servido na telha | Foto: Giuliana Miranda

Para quem prefere as carnes, o cabrito assado (€14) também faz sucesso.

De sobremesa, o leite creme (€3) —a versão portuguesa do creme brulée— não decepciona.

Leite creme | Foto: Giuliana Miranda
Leite creme | Foto: Giuliana Miranda

Serviço
D. Sesnando
Escadas da Praça da República
3230-261 Penela

COMPARTILHAR
É editora e a alma curiosa por trás do Ora Pois. Carioca, mora em Lisboa desde 2014. Chegou a Portugal para um mestrado em Ciência Política e nunca mais conseguiu ir embora. De lá para cá, já cruzou o país de Norte a Sul algumas vezes, sempre em busca de boas histórias para contar. Colabora como repórter e blogueira para o jornal Folha de S.Paulo e outras publicações.

Deixe uma resposta